Aventuras com Pat Metheny e Al Di Meola | Blog do Zé Renato

Content

Blog do cantor Zé Renato

Aventuras com Pat Metheny e Al Di Meola

quinta-feira, 3 de maio de 2012 - Arquivado em Sem categoria

Zé Renato e Pat

Durante uma temporada no Brasil em meados dos anos 80 onde circulou a vontade pelas noites cariocas, incluindo duas semanas de shows na casa noturna Jazzmania, o guitarrista americano Pat Metheny fez questão de deixar claro seu encantamento pela música brasileira. Numa entrevista em que  desfiou rasgados elogios a vários músicos da terra incluiu o Boca Livre no rol de seus “heróis brasileiros”. E talvez tenha sido por essa razão que eu e Cláudio Nucci recebemos sem muito espanto o convite para uma “audition” ou melhor dizendo, um ensaio/teste onde o músico americano tentava selecionar cantores e percussionistas para injetar o tempero brasileiro que tanto lhe fascinava. Abdicar do status de artista principal em favor de um emprego como vocalista numa banda de jazz foi uma decisão que me tirou o sono durante alguns dias mas era um bom desafio, diferente de qualquer outra experiência vivida por mim até aquele momento. Topamos a parada e começamos a ouvir discos e aprender alguns temas sugeridos para o ensaio que aconteceria em Boston em poucas semanas. Assim que chegaram os dados das passagens aéreas, hotel e detalhes complementares da produção, um amigo do Claudio, proprietário de uma agência de viagens, comentou a possibilidade de transformar as passagens enviadas originalmente em classe executiva em duas econômicas, sugestão que brasileiramente foi aceita por nós. Partimos então para a aventura americana com o segredo da multiplicação dos tickets aéreos guardado até hoje. A experiência acabou não dando certo, Pat optou por levar o percussionista Marçalzinho e outros dois músicos americanos que quando cantavam juntos resultava curiosamente num timbre semelhante a voz de Milton Nascimento, maior ídolo do guitarrista. Antes de encerrar o prazo de validade da passagem que sobrou viajei de férias para Nova York com meu companheiro de Banda Zil ,Ricardo Silveira e nos hospedamos num hotel perto da 48th, uma espécie de Disneylandia musical com várias lojas de instrumentos espalhadas ao longo da rua. Como a idéia era basicamente se divertir, ver shows e rever amigos, Ricardo chegou e foi ligando para alguns conhecidos, entre eles o guitarrista Al Di Meola.

Zé e Al di Meola

Dias depois, acordamos com um telefonema de Al para Ricardo pedindo um help. O percussionista e cantor Airto Moreira que por algum motivo desistira de participar do disco que começaria ser gravado em poucos dias deixara-o numa situação bastante difícil tendo que arranjar um músico com essas características, urgentemente-  a resposta foi imediata: “percussionista não sei mas cantor está na minha frente”. Não demorou muito para que um carro fosse enviado ao hotel e nos levasse até New Jersey, rumo a casa de Al di Meola que me aguardava para mais uma “audition”, a segunda da minha vida. Dessa vez apenas eu e Al no violão, que gravou, ouviu e ligou no dia seguinte aprovando. Assim a viagem de férias acabou virando uma “gig” e eu fiquei por mais um mês em Manhattan tentando melhorar meu macarrônico inglês (socorrido algumas vezes pelo amigo Junno Homrich), e gravando na companhia do baixista Anthony Jackson, do baterista Tom Brechtlein, do percussionista Mino Cinelu , do tecladista Key Akagi  com a participação da cantora brasileira Clara Sandroni. O trabalho de divulgação do álbum “Tiramisu” ainda rendeu um ano de turnês pela Europa e EUA .

2012-05-03  »  admin

Compartilhe seus pensamentos

Re: Aventuras com Pat Metheny e Al Di Meola







Tags you can use (optional):
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>